segunda-feira, 7 de abril de 2014

O Reino de Mira - Mateus Lins


O Mateus Lins foi o primeiro autor que conheci através dos eventos literários que o Viagens está participando. Ele sempre foi muito simpático e atencioso comigo e com seus leitores. Acredito que o Mateus é um autor bastante promissor, apesar da pouca idade. 

Seu primeiro livro chama-se O Reino de Mira, escrito quando o autor tinha apenas treze e publicado aos dezesseis. Mas sua escrita nada deixa a dever a autores mais velhos. A história nos fala de Mira, uma princesa que já possui grandes responsabilidades desde pequena. A chegada de uma nova conselheira muda completamente a rotina da menina. E traz surpresas e desafios que ela descobrirá juntamente com Pedro, seu melhor amigo, que mudarão sua vida para sempre.

Quando penso em Literatura Infantil de qualidade penso logo em livros como Alice, do Carrol; Peter Pan, de James Barrie; ou O Mágico de Oz, de Frank Baum. Todos esses clássicos tem uma coisa em comum: não subestimam a criança. E é exatamente isso que mais me chamou atenção de cara. O Reino de Mira também entra nessa minha lista.

A linguagem usada pelo Mateus além de ser clara, não é infantilizada. É uma linguagem que exige do leitor um certo grau de conhecimento da língua, coisa que é importante em qualquer livro de Literatura de qualidade. Uma linguagem trabalhada e bem usada é exatamente o que buscamos em matéria de estética.

A escolha pelas referências em contos de fadas além de nos trazer familiaridade, nos traz também uma nova forma de escrita dos mesmos. O início com Era uma vez nos remete diretamente a um mundo de fantasia e lembranças... O gênero nunca irá morrer enquanto existirem crianças e escritores com imaginação...

Os personagens Mira e Pedro foram muito bem construídos, mas devo confessar que fiquei mais interessada na nova ‘conselheira’. Sua personalidade me causou ansiedade desde o início da leitura. E ela também conseguiu me enganar, assim como fez com todos no reino. O desenvolvimento dos personagens, principalmente dos protagonistas foi bastante visível. Interessante perceber que os mesmos tiveram mudanças sutis em suas personalidades, mudanças que seriam naturais em seres humanos. A descrição da Mira também me encantou muito. Cada gesto seu e a forma de vê-la do Pedro me fez suspirar...


Agora, só posso esperar o próximo livro desse autor tão talentoso... E esperar ver sua evolução em muitas obras que ainda estão por virem...

2 comentários:

Andersson Lima disse...

Ótimo texto! Não economizou elogios ao Mateus! Não é pra menos, escreveu algo tão bonito sendo tão novo...
Adorei o comentário sobre como o autos não subestima as crianças. É importante ler bons livros desde cedo para que no futuro, quando adultos, tenham bons referenciais.

Jéssica S. S. disse...

Nossa, que legal! Nunca tinha ouvido falar deste autor e deste livro. Um escritor brasileiro que começa a escrever já novo dá novas horizontes para literatura nacional. Vou procurar por este autor.
Obrigada pela indicação!
Beijo,
Jéssica, d´O Feminino dos Livros.

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.

© 2011 Viagens Esquizofrênicas a Lua, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena