quarta-feira, 2 de abril de 2014

Leituras Compartilhadas# O Quarto de Jacob - Vrginia Woolf 2ª parte





Jacob é um personagem que nos escapa... Sua personalidade, seus gostos, seus anseios, tudo é mostrado pelo olhar alheio, o olhar do outro. Mas e Jacob por ele mesmo? Só consegui capturá-lo nos últimos capítulos. A viagem de Jacob para a Grécia foi transformadora para o mesmo e para nós leitores. Durante a viagem vimos Jacob crescendo na narrativa. Conhecemos o Jacob doce, apaixonado, intenso. 

Durante o romance conhecemos três mulheres que se relacionam com Jacob. Clara, moça doce, mas apagada. Jacob apaixona-se por ela assim que a conhece, mas a falta de atitude dela, o afasta. Florinda, prostituta que o rapaz se envolveu. Mas ela também não pode dar o que ele procurava, assim o deixou. Fanny, moça inteligente que dividia com Jacob a paixão pela Literatura, mas ele resolve ir a Grécia. Sua maior paixão, Sandra. Apesar de casada, o amor entre eles foi tão intenso que continuaram se encontrando depois da viagem. Assim, a Grécia trouxe a Jacob o crescimento que só um relacionamento intenso, principalmente com mulheres mais velhas para transformar o menino em homem.

Em um trecho, Jacob nos fala sobre cartas. Por um momento, esqueço da voz do narrador, do Jacob e passo a ouvir Virgínia. "Jamais poderei saber, partilhar, ter certeza? Estarei condenada todos os dias a escrever cartas, a enviar vozes que caem sobre a mesa de chá, fenecem nos corredores, marcando encontros para jantar, enquanto a vida vai se encolhendo? Ainda assim, porém, as cartas são vulneráveis;..." p. 131.

O quarto de Jacob é mostrado como seu mundo. Aos poucos vamos entrando no seu mundo. O quarto de alguém é a última grande intimidade que nos é permitido. Assim, terminamos o livro tendo permissão para adentrar o quarto do personagem. Até então, Jacob se escondia de nós, mas agora que viajamos juntos a Grécia, ele se mostra pouco a pouco. 

A leitura dO quarto de Jacob foi maravilhosa. Lenta, mas transformadora... Virginia também fez o caminho que nós fazemos com Jacob. Aos poucos fomos adentrando o quarto dela. E ela terá adentrado no nosso também? Sinto-me com tamanha intimidade com sua escrita que sinto-me conhecendo seu quarto, seu mundo.

1 comentários:

Jéssica S. S. disse...

Gostei da suas impressões sobre o livro. O legal foi que você se teve impressões diferente das minhas. Quanto os amores de Jacob me pareceu o tesouro para talvez se entenda quem era Jacob. Pois seus relacionamentos e seus silêncio deixa o livro todo num ar de mistério que impede de sabemos se aquilo foi tudo impressões delas, pensamentos dele e nada foi feito. Não sabemos. Isto que foi tão impressionante na escrita de Woolf. Gostei muito deste livro.
Tenha ótimas leituras!
Beijo!

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.

© 2011 Viagens Esquizofrênicas a Lua, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena