segunda-feira, 17 de março de 2014

Lançamento Olhar da Gente!!!



Oi Gente! 
Depois de tanto atraso para comentar com vocês como foi o lançamento do livro Olhar da Gente, finalmente saiu. O evento ocorreu em Fortaleza no Cuca Barra, no dia 15 do mês passado. Finalmente pude conhecer a Nayara Fontenele que me convidou com tanto carinho para cobrir o evento. 





Tivemos a presença de vários autores cearenses: Mateus Lins, autor de O Reino de Mira; Leonardo Nóbrega, autor de Outros Tempos; Ana Cristina Aguiar, autora da trilogia A Profecia de Hedhen; Mailson Furtado, autor de Sortimento e Conto a Conto, além de integrante do Pescaria e Francilangela Clarindo, autora de Entre quatro Paredes e muitos outros (link dos sites para maiores informações de todos os autores estará embaixo).

Tudo começou com o 1º Concurso Literário Olhar da Gente, organizado pela Nayara Fontenele. O processo ocorreu com a avaliação dos escritores presentes no dia do evento. Inicialmente, houve uma mesa-redonda com os avaliadores sobre o mercado editorial no Ceará. Cada um falou da sua experiência e pudemos ver o quanto o mercado editorial cearense ainda precisa crescer.



Depois pudemos participar de um Coffee Break, ao som da música de Erasmo Portavoz com uma sessão de autógrafos com os escritores premiados. Todos foram muito atenciosos com todos os presentes.



Além de rever grandes amigos e escritores, conhecer pessoalmente a Nayara Fontenele, tive o prazer de conhecer o pessoal do Pescaria pessoalmente também. A conversa foi bastante fértil e culminou em um convite para conhecer o projeto. Assim que tudo ocorrer, conto para vocês. 





Agradeço muito a confiança depositada em mim pela Nayara, a simpatia e atenção dos escritores, os já conhecidos e os que tive a chance de conhecer. O Evento foi maravilhoso!!! Parabéns a todos os participantes! Ainda essa semana, tenho uma surpresa para vocês... Aguardem!!!

links
http://reinodemira.blogspot.com.br/
http://terradehedhen.blogspot.com.br/
http://www.mailsonfurtado.com/
http://opescaria.blogspot.com.br/
http://francilangelaclarindo.wordpress.com/
https://www.facebook.com/livrooutrostempos?fref=ts

3 comentários:

Mailson Furtado Viana disse...

Foi maravilhoso!

Vanessa Paulino Venancio disse...

O 1o Concurso Literário Olhar da Gente: Meu Terra, Minha Vida, Meu Olhar foi uma iniciativa espetacular que permitiu a divulgação de escritores, em gêneros variados (Conto, Crônica e Poesia), a partir de seus olhares diferentes sobre nossa cidade Fortaleza.
A afirmação veemente de Rejane Marinho: "Aqui existo"; a sensibilidade de André Nogueira de falar sobre uma arte tão incomum, todavia, às vezes, necessária, "A arte de deixar ir"; a percepção apurada de Andreza Rocha, quando transforma um simples "passear" de ônibus em algo poético com "Pela Janela Vejo..."; ou ainda, Carolina Capasso que tece com destreza um paralelo entre nossa cidade, o amor e a Língua Portuguesa; Carlos Vieira que exalta Iracema como símbolo de Fortaleza; e Diego Barbosa que nos leva a um tour sobre Pontos de Fortaleza sob a orientação de uma voz antiga, agora, já silenciada, mas que ganha novamente voz através de sua narrativa; a descontração e alegria próprias de nossa terra resgatadas por Euzimara de Lima com a crônica "Almoço:galinha", sob a perspectiva infantil; a sonoridade que embala e encanta, e ainda, transporta-nos, por meio da leitura, ao mar, através do poema "Beira-mar", de Wellington Júnior; o poema, de Glícia Rute, que tem o mesmo nome da obra e descreve com beleza a Fortaleza de hoje em comparação com o que ela um dia já foi; o realismo de Guilherme Silveira, ao tratar de algo aparentemente banal e, por vezes marginalizado, os pedintes de Fortaleza, mas com um lirismo estonteante; o poema "Fortaleza, de Ítalo Girão, que brinca habilmente om as palavras e nos envolve nesse jogo rítmico; ou o grito subjetivo de João Victor em seu poema "Um romance sentimental"; ou a bela história de um não amor tão bem contada por Jordan Barbosa, em a "Ponte, que nos permitem visualizar claramente "gotas que tocavam - o rosto dele (grifo meu)- antes de se encontrarem com o mar"; a habilidade de Lucas Días em evidenciar que o pequeno nem sempre é tão pequeno assim, com o texto "Não foi só por 0,50 centavos"; o lirismo de dora Estrela com a poesia "Meu olhar sob o teu manto"; o saudosismo de Paulo Paiva, declarando com firmeza a importância de estar presente em sua, nossa, terra; a "Alegria nos olhos", poema de Samoel Braga, que, apesar das dificuldades, enxerga a beleza de nossa terra; e uma trajetória histórica com o poema "Belle Époque", de Samuel Cândido; os Vanessa Paulino dá vida a Retalhos costurados por uma narradora misteriosa que deixa os leitores na dúvida quanto à veracidade dos fatos contados, se fictícios, se reais, ou ainda, se foram vivenciados pela voz da narrativa; por fim, para fechar essa obra, temos o texto que mostra "A cidade aos nossos olhos", anunciando que ainda existem "Jovens sonhadores". Sem esquecer-se dos textos que fecham e reafirmar o Olhar da Gente, de Mailson Furtado e de Roberta França, ambos avaliadores do concurso.

Vanessa Paulino Venancio disse...

Tentei editar o comentário para fazer algumas alterações, todavia, não consegui. Perdoem, por favor, alguns erros. Errata: "A cidade aos olhos", texto de William Coelho.

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.

© 2011 Viagens Esquizofrênicas a Lua, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena