quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Coraline - Neil Gaiman



Apaixonei-me pela Coraline ao assistir o filme pela primeira vez. Pareceu-me um reencontro com outra menina que gosta de fazer perguntas e tem respostas que nos fazem rir... Fiquei ansiosa para ler o livro. A cada pagina lida, era uma nova surpresa e paixão. Cada frase de Coraline lembrou Alice. Como amo personagens travessas e com uma inteligência fora do comum, foi amor a segunda vista. Amor, pois agora eu já não queria mais largar. E segunda, porque a primeira foi no filme.

Viajar pelo espelho é algo mágico e você nunca sabe o que vai encontrar lá. Será uma rainha vermelha simpática ou uma outra mãe? Só indo lá para saber. E Coraline nos convida para irmos novamente a esse lugar. Mas dessa vez para conhecermos novos personagens tão carismáticos quanto os de Alice. Essa aventura promete muitas surpresas.

A edição que comprei é linda! Possui ilustrações feitas por Dave McKean. As páginas são amarelas, ótimas para leitura. A capa é assustadora. Enfim, nota 10 para essa edição linda da Rocco. Essa imagem é do livro em inglês, mas é idêntica a minha.

O Neil Gaiman é um autor excepcional! Criador de mundos alternativos que eu tanto amo. Sua escrita é envolvente e desafiadora ao mesmo tempo (em seus outros livros), pois lembrando que Coraline é um livro infanto-juvenil e espera-se dele uma linguagem para esse público. Mas como todo bom clássico infantil, pode render inúmeras leituras.

O livro tem outros personagens apaixonantes como as ex-dançarinas, o dono do circo de ratos, ambos tem uma característica peculiar, chamam Coraline de Caroline. E me renderam muitas risadas com certeza. E claro, o gato, dono da sabedoria do livro. Os outros pais são assustadores! 

O gato é protagonista da cena mais bem trabalhada do livro. Onde Coraline pergunta qual seria seu nome. Ele responde que não tem nome, porque sabe quem é. Afirma que os humanos precisam ter nomes por não saberem quem são. Essa frase deixou-me bastante reflexiva diante desse enigma: quem somos? Seria um problema de identidade? Enfim, virou amor... E você deixa que eu costure olhos de botão em você?

4 comentários:

Maria Ferreira disse...

Já li esse livro. E foi por ele que me apaixonei pelo autor.
http://www.minhassimpressoes.blogspot.com.br/

Emy disse...

Ah! Eu li o livro de Coraline tambem e me apaixonei! So fiquei chatiada que teve problema na minha ediçao e teve umas paginas que tipo vieram em branco, ai eu tive que pula-las e ir pra proxima sem saber o que acontecer. Mas isso foi so no finalzinho.

Adorei! Bjs!

chocolatecomlivros.blogspot.com.br

Ligia disse...

Esta na minha lista de desejados, assim como todos os outros dele q ainda nao tenho ahhaha! Assisti ao filme, e fiquei encantada qd descobri que era baseado num livro do Gaiman! É um absurdo como ele inventa essas coisas né? hahaha! Gostei da resenha, e confesso, a capa é mesmo assustadora ahhaha

Jéssica S. S. disse...

Que bom que o livro é tão bom. Tenho vontade de ler Neil Gaiman, mas não sei por onde começar.
Obrigada pela indicação,
Beijo,
Jéssica, d´O Feminino dos Livros.

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.

© 2011 Viagens Esquizofrênicas a Lua, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena