sábado, 23 de novembro de 2013

O Retrato de Dorian Gray - Oscar Wilde

                                                  

Oscar Wilde foi um escritor muito influente no século XIX. Não só sua literatura, mas também sua vida foi bastante badalada. Wilde foi acusado, julgado e sentenciado a prisão por dois anos com trabalhos forçados por cometer atos imorais com diversos rapazes. Ele escreveu alguns contos e peças de teatro. Mas ganhou renome graças a sua obra-prima: O Retrato de Dorian Gray. Livro que sofreu censura, por conta de algumas cenas retratarem relacionamentos homossexuais. Depois de muitos cortes, o livro foi publicado e hoje é visto como um dos grandes clássicos da literatura ocidental. O autor escreveu apenas esse romance, pois sua morte foi prematura.

Preciso dizer mais alguma coisa do por que eu queria tanto ler esse livro? A história retrata a relação de Dorian com seu retrato pintado por Basil Hallward, pintor renomado e que confessa uma paixão pelo rapaz. Na casa de Basil, Dorian conhece Lorde Henry, amigo do pintor. A amizade criada pelos dois começa a mudar a personalidade de Dorian. Os elogios de Lorde Henry ressaltam a Dorian sua beleza e juventude. E ao despertar para a realidade de que a juventude e a beleza são transitórias, mas a pintura é eterna, Dorian deseja que o tempo passe apenas para o quadro e não chegue a ele. A partir desse desejo, Dorian passa por mudanças de personalidade nunca antes imaginadas por quem o conheceu antes. O livro narra a vida de Dorian a partir desse desejo.

Fiquei muito assustada com a influência de Lorde Henry no rapaz, apesar de ter ouvido dos meus amigos que sou muito boazinha com Dorian. Vejo Dorian como um menino que sofreu com as más influências. Tendo a ser complacente com jovens, segundo amigos.

E Wilde discute conosco até onde o ser humano pode ser corrompido. E nos faz pensar em nós também. Afinal, o ser humano nasce puro e é corrompido pela sociedade ou já nasce ruim? Me parece que Wilde pensava como Rousseau. E você? Até onde você vai para conseguir o que deseja? 

A edição de O Retrato de Dorian Gray da Editora Biblioteca Azul está maravilhosa. Ela nos traz a versão sem censura da obra e possui também muitos comentários acerca de pontos no livro. Eu amei conhecer o livro com os comentários, pois muitos pontos traziam dúvidas por conta do tempo. A Edição é de capa dura e é linda!!! Me apaixonei assim que a vi pela primeira vez!!!

O Retrato de Dorian Gray é um livro que nos faz refletir acerca da corrupção do ser humano. Cada ato feito por Dorian o aproxima mais da escuridão e o afasta mais da pureza que possuía no momento de pintura do quadro. Leitura obrigatória para qualquer estudioso do ser humano.

6 comentários:

livredujour disse...

Eu criei muita expectativa acerca desse livro, comecei gostando, mas terminei achando um tédio. Lorde Henry sempre foi um chato, mas me decepcionei tanto com a fraqueza de Dorian que só pensava em terminar o livro.
Essa edição é realmente linda.

beijos
Bia - www.livredujour.wordpress.com

Lua Anna Costa disse...

Te indico a carta que escrevi para o Dorian no www.literaturaesquizofrenica.blogspot.com.br. Acho que vc vai gostar... Seguindo seu blog por email. Gostei muito!!! Beijos!

Denise Mercedes disse...

Oscar Wilde foi um dos primeiros escritores que li na minha juventude e me apaixonei pela sua escrita. Quero muito essa edição linda de Dorian Gray! ;)
Beijos!

Lua Anna Costa disse...

Denise, fico tão feliz com sua visita!!! E os comentários dessa edição são perfeitos! Vc irá adorar! Beijos!

Rafaella Luíza disse...

Li esse livro faz um bom tempo, e lembro que gostei bastante mesmo! Mas Lord Henry foi meu personagem favorito! rs O Lord Henry apresentou as ideias dele (por sinal, muito bem trabalhadas pelo autor), mas eu acredito que a mudança do Dorian, apesar de ter sofrido, claro, uma certa influência, foi mais um despertar, do que propriamente uma transformação, quero dizer, tudo aquilo já fazia parte dele. E essa loucura aflorou muito mais pela visão do retrato, pela percepção de sua imagem, que pelas palavras do amigo, na minha opinião. E mais, você percebe durante a leitura que o Lord Henry não é nem próximo daquilo no que o Dorian se tornou no decorrer da história.

Mas é isso, é bom ver uma opinião diferente da nossa, é isso que a literatura tem de mais belo: permite essa troca entre os leitores.
Parabéns pelo blog!
Beijo

Jéssica S. S. disse...

Oscar Wilde realmente foi brilhante. Gosto muito deste livro e pretendo ler toda obra dele. Vale muito a pena ler este autor.
Beijo,
Jéssica, d´O Feminino dos Livros.

Postar um comentário

Tecnologia do Blogger.

© 2011 Viagens Esquizofrênicas a Lua, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena